Varejo pode faturar mais com marcas próprias

04/05/2012 08:09

Mais de 400 consumidores participaram da pesquisa “Marcas Próprias no Consumo de Leite” realizada na cidade de São Paulo pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e do Mercado de Consumo – IBEVAR. No país, dentre as categorias mais comercializadas em marcas próprias, estão os alimentos.

Dentro desta categoria, o produto com maior índice de participação no mercado de marcas próprias é o leite asséptico, por isto ele se tornou o produto de estudo para saber o que o consumidor pensa sobre o assunto. Com 67,2% de penetração no mercado resultou num faturamento superior a R$ 230 milhões (2010).

Por este motivo o leite UHT encabeça o estudo e ajuda o varejo a entender o que leva o consumidor a adquirir ou não um produto de Marca Própria. A pesquisa, feita pessoalmente, abordou quem compra o leite independente se o consome.

A amostra composta por pessoas casadas (52%); solteiras (28%) e divorciadas, viúvas e morando juntos (19%), tem 69% mulheres respondentes e 31% de homens. A renda familiar está entre R$ 1.500,00 ou menos de (35%); entre R$ 1.501 e R$ 4 mil (28%); acima de R$ 4 mil (30%) e não revelaram (7%). A média de consumo de leite é de 17,9 caixas/mês (litro). A classe B (39% da amostra) é que mostrou maior consumo com 18,7 caixas.

 

Fonte: Portal Newtrade