Supermercados 100% brasileiros estão em alta

30/06/2012 09:25

Nos últimos cinco anos, as redes supermercadistas de capital nacional responderam pela maior parte das vendas locais. Relatório da Nielsen mostra que, de cada R$ 100 gastos em supermercados no Brasil em 2011, as redes com participação estrangeira embolsaram apenas R$ 38,7. O resto ficou com lojas 100% brasileiras.

A parcela dos estrangeiros foi a menor registrada desde 2006, quando atingiu 34%, segundo dados da Abras (Associação Brasileira de Supermercados). Além disso, as principais redes internacionais, Walmart e Carrefour, cresceram, respectivamente, 5% e 9% no Brasil no ano passado, abaixo da média do setor supermercadista, de 11%.

Estas duas redes não anunciam aquisições no País desde 2009. A única que vem se expandindo é a chilena Cencosud, que, nos últimos 3 anos, comprou as redes Prezunic (RJ), Bretas (BA, GO e MG).

Os números da Nielsen, mostram, ainda, que as 280 maiores redes do Brasil (excluídas as grandes cadeias) apuraram expansão de 17,1% em 2011. Já os 20 maiores grupos (incluindo as multinacionais) cresceram 13,2%.

 

Fonte: Valor Econômico, por redação SM