Sem acordo, MARILAN pode desistir da venda

10/02/2012 07:32

A dona da Marilan, fabricante de biscoitos de Marília (SP), não está disposta a ceder à pressão das multinacionais PepsiCo e Bunge para abaixar o preço da companhia. A família espera arrecadar no mínimo R$ 600 milhões pela empresa que, ao lado da Bauducco, é a quarta maior fabricante de biscoitos do País, depois de M. Dias Branco, Nestlé e Kraft. Segundo informações do Jornal Valor Econômico, se não conseguir algo entre R$ 600 milhões e R$ 800 milhões, os Garla preferem continuar no negócio. Para isso, vão renegociar as dívidas e levantar capital de giro para continuar tocando os projetos da empresa em 2012 e 2013. Em novembro, a M. Dias Branco fez sua oferta, de R$ 495 milhões, mas acabou sendo descartada pela empresa. Além dela, participaram de processos de auditoria na Marilan no fim de 2011 a Campbell, a PepsiCo e a Bunge. Apenas a PepsiCo tinha renovado o interesse em ficar com a companhia, solicitando mais dados contábeis para enviar à matriz nos Estados Unidos.

 

Fonte: Valor Econômico