Rondônia: Perícia médica tem 9 mil na lista de espera

02/02/2012 08:41

Afastados de suas funções por motivos de doença ou de acidente, cerca de nove mil trabalhadores estão há quase dois meses na fila de espera aguardando a realização de pericia médica no INSS – Instituto Nacional de Seguro Social, em Rondônia. Impossibilitados de garantir o sustento, os contribuintes precisam passar por avaliação médica para ter direito ao beneficio de auxílio-doença.

Para dar conta dessa demanda, a Gerencia da Previdência Social no estado, conta apenas com 19 médicos peritos, apesar de ter mais cinco no quadro de funcionários, que estão disponibilizados para a área administrativa.

O médico e chefe da Sessão de Saúde do Trabalhador, Wilmerson Vieira da Silva, admite “que o número de médicos é insuficiente para atender a demanda de pericias, que tem apresentado aumento na procura e consequentemente, ampliado os dias de espera, que no ano passado chegaram a demorar apenas entre 28 a 36 dias”. No entanto, do final de 2011 ao inicio de 2012, a espera está sendo de aproximados 58 dias.

Wilmerson Vieira destaca ainda que embora o INSS tenha destinado oito vagas para médicos peritos no concurso público em andamento, o número de peritos continuará abaixo do que seria necessário para atender a demanda no Estado.

Em 2011, foram realizadas 51 mil pericias em Rondônia. De acordo com o chefe da Sessão de Saúde do Trabalhador, apesar da fila de espera ser demorada, Rondônia é um das unidades da Gerencia Norte-Centro-Oeste da Previdência Social, que mais realiza pericias médicas.

Fonte: Imagem News