Previsão é de criação de 1,16 milhão novos postos de trabalho este ano

29/01/2014 20:23

O mercado de trabalho brasileiro registrou a criação de 1,12 milhão de postos formais em 2013, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego. Os maiores responsáveis pela expansão do emprego no ano passado foram o comércio (+3,4%) e os serviços (+3,4%), que responderam por 76% das vagas criadas. Diante desse cenário, a expectativa da Confederação Nacional do Comércio de Bens Serviços e Turismo (CNC) para 2014 é que seja gerado 1,16 milhão de postos de trabalho formais este ano, considerando-se um crescimento econômico de 2,3%. Desse total, o comércio deverá responder por 25,3% (292,2 mil vagas). Confirmada tal projeção, o mercado de trabalho formal acusaria variação de +3,1% sobre 2013. Já para janeiro, a expectativa é que a variação mensal no número de vagas registradas pelo Caged oscile +0,4%, depurados os efeitos sazonais.

No comércio os destaques de 2013 foram os segmentos de farmácias e perfumarias (+5,8% ou 30.598 vagas) e hipermercados e supermercados (+4,2% ou 88.535 vagas). Nos serviços, sobressaíram-se os segmentos de informação e comunicação (+5,8% ou 76.778 vagas) e alojamento e alimentação (+4,8% ou 70.490 vagas). No turismo, além de alojamento e alimentação, destaque para atividades de cultura e lazer (+4,8% ou 9.986 vagas). Ao longo do ano, o contingente de trabalhadores no turismo (3,34 milhões) cresceu 4,0%.

Fonte: CNC, Via Redação Fecomércio/RO