Philips vende divisões de áudio e vídeo

31/01/2013 11:09

Um ano após se desfazer do seu negócio de televisões, a empresa holandesa decidiu que também não produzirá mais sistemas de áudio e DVDs. As divisões serão adquiridas pela Funai Eletric por 150 milhões de euros, mais taxas de licença para continuar usando o nome da marca.

Antes uma das líderes no segmentos de áudio e vídeo, a Philips sentiu a concorrência de empresas orientais, como LG e Samsung. "O mercado dessa área [entretenimento de consumo] migrou para a internet e para os dispositivos móveis. Com tantos concorrentes asiáticos participando, sentimos que não conseguiremos mais nos distinguir pela inovação", explicou Frans van Houten, presidente mundial da companhia.

Agora, a empresa irá manter seu foco na área de iluminação, em que é líder mundial, e na divisão de equipamentos da área de saúde, que cresce de forma acelerada. Além disso, a Philips continuará produzindo alguns itens de cuidados pessoais, como barbeadores elétricos.

A mudança também segue um plano de contenção de despesas da multinacional. Em 2011, a Philips anunciou planos de reduzir 1,1 bilhão de euros em custos e de fechar 6,7 mil postos de trabalho em todo o mundo. Ao que parece, vem obtendo sucesso: a empresa anunciou um Ebitda (lucro antes de juros, impostos e amortização) de 875 milhões de euros no quarto trimestre de 2012, excluindo despesas de reestruturação. O número representa um avanço de 50% em relação ao mesmo período do ano anterior.

 

Fonte: Valor Econômico