Marfrig quer nova relação com supermercados no fornecimento de carne

01/09/2014 08:49

A Marfrig quer reinventar a sua relação com o varejo, redefinindo as funções de cada parte na venda de carnes. A empresa quer que os supermercados identifiquem hábitos do seu público local, para que sejam enviados pela indústria cortes já “sob medida” para cada loja. Isso reduziria os gastos do varejista com os açougues.

“Hoje, os supermercados têm um custo alto ao manter um açougue em cada loja. Este é um trabalho que deveria ser da indústria”, afirma Sergio Rial, CEO da Marfrig. “O supermercado tem de identificar o padrão de consumo que ele atende e fazer com que a Marfrig forneça, em bandejas, porções que façam sentido para as famílias” completa. Rial cita bairros nobres de São Paulo, por exemplo, que prefere porções pequenas de alto valor.

Para ele, ambas as partes ganhariam com esse modelo de atendimento. O supermercado elimina uma estrutura custosa e funciona como “vitrine”, e a indústria faz o que é sua especialidade, o manejo da carne.

Essa estratégia já está sendo colocada em prática em um projeto-piloto em lojas do Walmart e do Zona Sul, rede do Rio de Janeiro. Por enquanto, é direcionada a nichos de mercado, mas o executivo vê potencial para expansão.  “É uma tendência de conveniência e de qualidade”, destaca.

 

Fonte: Folha de S. Paulo