Lâmpada incandescente sairá do mercado em 5 anos

07/07/2012 11:05

Entrou em vigor no sábado (30/06) uma portaria do Ministério de Minas e Energia que deve tirar, até 2017, todas as lâmpadas incandescentes do mercado nacional.

Foi estabelecido um calendário para o abandono destas lâmpadas. As mais potentes, de 150 e 200W, terão sua comercialização permitida até o final deste ano. Já as mais comuns, de 60W, poderão ser produzidas ou importadas até junho de 2013, e vendidas por mais um ano. Conforme a potência diminui, o prazo aumenta, indo até 2017.

O governo defende que a decisão vai fazer com que os consumidores substituam as lâmpadas incandescentes por outras mais eficientes e econômicas, como as fluorescentes. Mas, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Iluminação, quase 40% do mercado consumidor no Brasil ainda prefere as incandescentes.

Mesmo o setor produtivo não se opôs à iniciativa. A única fábrica de lâmpadas incandescentes no Brasil, a Osram, pretende investir em outros modelos.
 

Fonte: Folha de São Paulo, por redação SM