Hypermarcas testa produtos com consumidores

08/03/2012 13:17

O Ceci (Centro de Estudos com Consumidor e Inovação), da Hypermarcas, situado em Alphaville, bairro de Barueri, a 29 km da capital paulista, recebe diariamente entre 50 e 100 pessoas.

 

 

São consumidores que participam de algum estudo sob orientação de profissionais com jalecos brancos, cuja missão é ouvir e entender suas e anseios. Ali, essas personagens não são chamadas de clientes, e sim de voluntários. O voluntário não é remunerado com dinheiro, e sim com os serviços e produtos que recebe no local, em troca de questionários respondidos.
Sem saber que o local pertence a
Hypermarcas, os voluntários não conhecem quais marcas estão testando. Passam pelo crivo deles tanto fórmulas da Hypermarcas (ainda em desenvolvimento ou que já estão no mercado) como produtos de concorrentes.

Aberto em 2011 e inaugurado oficialmente neste ano, o local recebeu investimento de R$ 10 milhões. A Hypermarcas centralizou o desenvolvimento de todos seus produtos de consumo no espaço, que conta com uma área de 3,2 mil m2 e cem funcionários.

Entre as marcas da divisão de consumo da empresa estão os hidratantes Monange e Paixão; os esmaltes Risqué; os adoçantes Finn, Zero-Cal e Adocyl; os preservativos Olla e Jontex; e as fraldas Pom Pom e Sapeka, entre outras.

"Para a gente, inovação é conexão", diz Márcio Santos, diretor geral da unidade de higiene e beleza da Hypermarcas. "A ideia é que esse centro funcione como um 'hub' para conectar consumidores, fornecedores, desenvolvedores de tecnologia e o nosso pessoal técnico". Para Santos, concentrar as categorias de consumo no mesmo espaço traz um diferencial competitivo para a companhia, pois a tecnologia de um produto pode ser adaptada para outro. Além disso, a empresa tem potencial para ser parceira de desenvolvedores pequenos e de multinacionais.

O principal objetivo da Hypermarcas com essa estrutura é sustentar seu crescimento orgânico, foco atual da empresa, que fez 23 aquisições entre 2007 e 2010 e se desfez dos negócios de alimentos e limpeza no ano passado. Agora que conta com um portfólio de marcas estabelecidas, o próximo passo da companhia é investir em lançamentos sob os nomes que já possui. Em 2011, a empresa lançou e relançou cerca de 400 produtos.

O trabalho desenvolvido no centro já auxiliou na criação dos xampús Monange antifrizz e proteção térmica, da linha de cuidados para a unha Risqué Technology, da camisinha Olla Canela Hot, dos novos desodorantes Bozzano e de produtos Cenoura & Bronze. Mas, segundo Santos, os frutos virão principalmente a partir do próximo ano.

 

Por Redação SM

Fonte: Valor Econômico