General Mills fecha compra da Yoki

14/05/2012 13:10

Foram as festas juninas que decidiram a data do negócio. Para Yoki, fabricante de pipoca e de outros produtos alimentícios típicos dessas celebrações, junho é tão importante em faturamento quanto o Natal. Por isso, a brasileira entrou em acordo com a General Mills para fechar o negócio após contabilizar as vendas do período.

A Yoki é sucessora da Kitano, fundada em 1960, por Yoshizo Kitano, que começou a empresa vendendo cereais e especiarias a granel. A Kitano foi comprada em 1989 pela Refinações de Milho Brasil e, seis meses depois, Yoshizo Kitano abriu a Yoki (junção das iniciais de seu nome).

Com nove fábricas - localizadas em São Paulo, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco e Rio Grande do Sul -, a Yoki vive um problema familiar. A companhia não tem sucessores dispostos a tocar a companhia.

Com a aquisição, a General Mills, que já atuou no mercado de massas frescas e de pão de queijo, volta a ter presença de peso no mercado nacional. Desde 2009, vem atuando no País apenas com duas linhas de produtos importados: barras de cereais e sorvetes Häagen-Dazs, vendidos em supermercados e em 12 sorveterias próprias. Nenhuma das empresas comentou o assunto.

 

Fonte: O Estado de São Paulo