Fecomércio-RO prevê aumento de 5% nas vendas do Dia dos Pais

31/07/2012 14:26

Os empresários do comércio de Porto Velho esperam que no Dia dos Pais haja o aumento de 5% nas vendas do varejo em relação ao ano passado. Esta tendência foi apontada por uma enquete, via telefone, com 120 lojistas entre os dias 20 e 25 de julho de 2012, através da comparação de suas expectativas de vendas em relação à data nos dois anos.

Para o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Rondônia, a queda dos juros, com a pressão feita pelo governo para que os bancos proporcionem aos consumidores a renegociação de suas dívidas, a desoneração de alguns setores econômicos e a queda do endividamento, bem como o anúncio dos lotes de restituição do Imposto de Renda, em julho e agosto, “são fatores que devem estimular a intenção de consumo, daí, o comércio estar sentindo uma melhora e as expectativas relativas ao Dia dos Pais ser mais positiva”, disse.

Também deve influir na melhoria das vendas o reinício das aulas, quando se espera um aumento da procura por livros, materiais escolares e didáticos. Os empresários, porém, apostam mesmo é na procura de presentes para os pais que, em geral, se concentram em produtos como celulares, notebooks, iPads, ferramentas, produtos e equipamentos de informática, linha branca e móveis.

Há também, como fator adicional, a expectativa de que haja uma redução da taxa de crédito rotativo dos cartões de crédito que se situam em patamares médios acima de 300% ao ano, a maior taxa da América Latina. O índice é bem acima dos 55% ao ano, a taxa média do Peru, a maior de todas depois da do Brasil.

Mesmo com as sucessivas quedas na Taxa Selic faz um ano que as taxas do crédito rotativo dos cartões está no mesmo nível e, agora, pressionado pelo governo e as reclamações de consumidores as administradoras de cartões, pela primeira vez, em agosto, irão diminuir suas taxas.

 

Fonte: Fecomércio-RO