Devolução de cheques sem fundos volta a cair em abril

21/05/2013 19:02

É o que aponta o Indicador Serasa Experian. De acordo com o levantamento, foram devolvidos, no mês de abril, 2,09% de cheques em todo o País. O percentual foi menor que os 2,36% de devoluções verificados em março, e maior que os 2,08% observados em abril de 2012.

Na comparação entre os resultados acumulados, o percentual de cheques sem fundos também apresentou leve elevação. De janeiro a abril de 2013, houve 2,09% de devoluções, contra 2,05% em igual período de 2012.

Os economistas da Serasa Experian apontam que o mês de abril, historicamente, sempre apresenta queda no volume de cheques devolvidos, em virtude da frequente sazonalidade que ocorre em março, o que acaba elevando o percentual de cheques sem fundos no terceiro mês do ano.

Nas comparações entre abril 2013 ante igual mês de 2012 – e entre os primeiros quadrimestres de 2013 e 2012 –, é verificado um aumento na devolução dos cheques sem fundos, em razão do impacto da inflação no salário, do alto comprometimento da renda com dívidas, do crédito mais seletivo e devido também à elevação dos juros. Os cheques sem fundos estão seguindo de perto o indicador geral de inadimplência do consumidor.

De janeiro a abril, Roraima foi o estado com o maior percentual de devoluções de cheques, com 12,17%. Na outra ponta do ranking está São Paulo, com 1,50%. Entre as regiões, a Norte foi a que apresentou o maior percentual de cheques devolvidos no primeiro quadrimestre, com 4,44%. A região Sudeste, por sua vez, foi a com menor índice (1,64%).

 

Fonte: Redação SM