Cosméticos 'de massa' crescerão mais que os de luxo até 2016

21/11/2012 14:38

É o que aponta um levantamento da Euromonitor sobre o mercado de produtos de beleza. Na América Latina, espera-se que os cosméticos mais populares e baratos, geralmente vendidos em supermercados, cresçam 29,5% nos próximos 5 anos, contra 27,7% de produtos premium, de valor mais elevado. As médias da região estão bem acima das globais, de 15,7% para produtos de massa e 14,6% para os de luxo.

Segundo Claire Moulin, analista do setor da Euromonitor, o mercado latino americano “não está pronto” para se deslocar com mais força para os produtos premium. Ela citou que há uma grande oportunidade atualmente em países como o Brasil para cosméticos com múltiplas funções. Um exemplo são hidratantes que também funcionam como protetor solar.

Moulin afirma também que a variação de canais de venda será importante para o crescimento do setor. Ela chama a atenção para o comércio eletrônico de cosméticos, que já representam 3% das vendas destes produtos no mundo.

O Brasil é responsável por 58% das vendas de higiene e beleza da América Latina. Nos mercados emergentes, as categorias de cosméticos que impulsionam o setor são as de cuidados com a pele e produtos para o cabelo.

 

Fonte: Valor Econômico