Consumidores de supermercados estão entre os mais conscientes do varejo

29/01/2014 20:03

É o que aponta um estudo inédito da consultoria DOM Strategy Partners, feito com diretores e gerentes de comunicação, marketing, comercial e de sustentabilidade de 314 dos 500 maiores varejistas com atuação no Brasil. Na pesquisa, 70% dessas empresas percebem que seus consumidores estão mais conscientes sobre questões de sustentabilidade e confiabilidade de produtos e serviços. Considerando apenas supermercados, o percentual sobe para 78%.

O índice do setor fica atrás apenas das universidades (79%), farmácias (83%) e bancos (84%). A pesquisa considera todos os serviços oferecidos “no varejo” ao público em geral.

“É certo que novas bandeiras passaram a fazer parte do processo de consumo, como qualidade de vida, negação à pirataria e até o respeito aos animais” afirma Daniel Domeneghetti, CEO da empresa responsável pelo estudo.

O resultado dessa mudança no comportamento do consumidor afeta diretamente a forma do varejo se comunicar. Em média, 68% dos varejistas entrevistados alteraram suas propagandas e seu marketing em função desse novo perfil, e 70% deles mudaram sua forma de atender e servir. Nesse último quesito, novamente os supermercados são um dos segmentos acima da média, com índice de 79%.

Mas o levantamento da DOM mostra também que esse processo ainda está em amadurecimento. Na hora da decisão da compra, o peso real da sustentabilidade representa, na verdade, apenas 31% de menções dos entrevistados. O preço ainda é fator determinante para 28,12% deles, enquanto a influência e indicação de especialistas ou outros consumidores atingem 37,5%.

 

Fonte: Redação SM