Brasil mantém posto de melhor emergente para expansão de varejistas globais

11/06/2012 14:25

É o segundo ano consecutivo que o Brasil alcança o posto de mercado mais interessante para redes globais que desejam expandir seus negócios. O dado é do Índice de Desenvolvimento do Varejo Global, estudo divulgado hoje (11/06) pela A.T. Kearney. Em segundo lugar no ranking ficou o Chile, seguido por China, Uruguai e Índia – nesta ordem, os cinco primeiros colocados.

O desenvolvimento econômico da classe média é o principal fator responsável pelo resultado do País. O mercado varejista no Brasil cresceu 15% em 2011, enquanto os gastos com consumo têm aumentado 9% ao ano desde 2007. Em 2011, as vendas do varejo totalizaram 70% dos gastos com consumo no Brasil.

“O crescimento da classe média brasileira continua a impulsionar o desenvolvimento do setor de varejo, gerando oportunidades para as empresas aqui já estabelecidas, e atraindo novo investimento local e interesse cada vez maior das empresas internacionais. Empresas líderes nos setores de supermercados, farmácias e eletrônicos estão consolidando suas operações e buscam se expandir em novas geografias”, afirma Esteban Bowles, sócio da A.T. Kearney e líder da prática de Varejo e Bens de Consumo na América Latina.

Publicado desde 2002, o ranking da A.T. Kearney abrange os 30 principais países em desenvolvimento, e mede sua contribuição para expansão do varejo global.

 

Fonte: Portal SM